Estado de Goiás

Professora da UEG é finalista do Prêmio Santander Universidade Solidária  

A professora Fabiana Gonçalves dos Reis, da Unidade Universitária da UEG de Jataí, é uma das 35  finalistas do Prêmio Santander Universidades. Ao todo serão premiados 20 projetos, que dividirão R$ 1 milhão em prêmios e bolsas de estudos internacionais. Fabiana está concorrendo na categoria Universidade Solidária, que premiará oito projetos entre os 12 finalistas e é a única representante do Estado de Goiás. A lista dos concorrentes pode ser acessada em http://www.santanderuniversidades.com.br/Documents/2011_11_09_finalistas_premios.pdf.

A cerimônia de entrega dos prêmios acontecerá na Sala São Paulo, na capital paulista, no próximo dia 21 de novembro, e contará com a presença do reitor da UEG, Luiz Antônio Arantes, e da professora Fabiana Gonçalves.

Segundo os organizadores do Prêmio, na edição deste ano foram inscritos 6.143 estudantes, docentes, pesquisadores-doutores e universidades que estão participando das premiações: Ciência e Inovação (698 inscrições), Empreendedorismo (3.990 inscrições), Universidade Solidária (503 inscrições) e Guia do Estudante – Destaques do Ano (952 inscrições).

O Prêmio Santander Universidades tem como objetivo estimular o empreendedorismo, a pesquisa científica, a extensão universitária e a busca pela excelência das universidades, sempre com foco no desenvolvimento sustentável. Além do prêmio em dinheiro e bolsas de estudos internacionais, todos os inscritos estão realizando um curso on-line exclusivo de empreendedorismo da Babson College, instituição norte-americana que é referência mundial no assunto.


Projeto
O projeto “Apicultura: Desenvolvimento Sustentável”, apresentado pela professora Fabiana Gonçalves dos Reis e desenvolvido pela Unidade Universitária da UEG de Jataí, tem financiamento da Caixa Econômica Federal e beneficia os assentamentos Rio Claro e Santa Rita.

O principal objetivo do projeto é implementar um sistema de produção de mel que viabilize, de forma sustentável, o incremento dos níveis de renda, segurança alimentar e qualidade de vida nos assentamentos, sem degradar a natureza. O trabalho foi idealizado pela aluna do 3º ano do curso de Tecnologia em Alimentos, Lázara Batista, sob a coordenação da professora Fabiana Reis.

Durante o desenvolvimento das ações, a Agência Rural está dando assistência técnica ao projeto voltado a agricultores familiares e que visa à aquisição de equipamentos e capacitação em apicultura avançada.

Segundo a professora Fabiana, os agricultores e membros das cooperativas dos assentamentos estão participando de cursos técnicos e palestras sobre a atividade apícola. A intenção dos coordenadores é preservar as reservas legais, com a instalação das colmeias próximas a essas matas. ''Dessa maneira, preservamos as áreas verdes dos assentamentos e ainda facilitamos a produção do mel, já que as abelhas não precisam deslocar grandes distâncias para extrair o néctar das flores”, explica a professora Fabiana Reis.

Classificação
A notícia da classificação do projeto da professora Fabiana deixou a comunidade universitária da UEG em festa. Segundo o diretor da Unidade de Jataí, Christiano de Oliveira e Silva, estar entre os finalistas já é uma grande vitória, dado o grande número de inscritos (503). “Estamos felizes e torcendo para que o projeto fique entre os oito premiados”, salienta Christiano.

Para o reitor Luiz Arantes, essa é uma demonstração de que a UEG tem em seus quadros excelentes professores e alunos comprometidos com a qualidade da educação. “Reconhecemos o empenho e a dedicação da aluna Lázara Batista e da professora Fabiana Reis, bem como do diretor Christiano de Oliveira, do coordenador do curso de Tecnologia em Alimentos, Francys Pimenta, e do quadro de professores da Unidade de Jataí e torcemos para que o projeto seja um dos vencedores do Prêmio Santander”, destaca o reitor.

(Dirceu Pinheiro)

Notícia publicada em 11/11/2011
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás