Estudante da UEG vence concurso de monografias

Izabel Freire Krause, estudante do 5º período do curso de Química Industrial do Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Estadual de Goiás (CCET|UEG), foi a grande vencedora do 1º Concurso de Monografias sobre Empreendedorismo no Mercado de Defesa e Segurança.

O trabalho premiado é sobre “Estudos de carvão ativado em máscaras de gás para uso militar” e foi desenvolvido por Izabel sob a orientação do professor José Daniel Ribeiro de Campos.

As propriedades do carvão ativado já vinham sendo estudadas no projeto de iniciação científica que a estudante atua como bolsista voluntária. Porém, a pesquisa era voltada para o tratamento de água.

“Nós já tínhamos feito a revisão teórica para propor um experimento. E, apesar de já ter um material, eu tive que aprofundar a pesquisa e adaptar para o uso militar, para o desenvolvimento de um produto para a indústria de defesa. Isso foi desafiador”, conta Izabel.

Segundo Claudio Stacheira, professor da UEG e membro executivo do Comitê da Indústria de Defesa e Segurança de Goiás (Comdefesa) – organizador do concurso, a monografia de Izabel Krause é um trabalho de destaque porque trata de um assunto de interesse da Estratégia Nacional de Defesa, uma vez que contribui com o aparato de proteção de soldados em situações de hostilidade.

A divulgação dos trabalhos vencedores ocorreu no dia 7 de Novembro, durante a 57ª Reunião Ordinária da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA) em Anápolis.

Concurso

O regulamento do Concurso de monografias previa que os trabalhos deviam abordar o seguimento da defesa e segurança, discutindo por exemplo, as oportunidades de empreendedorismo, a exploração de nichos de mercado, o desenvolvimento tecnológico e também o desenvolvimento de consultorias.

Um outro critério para que os alunos pudessem se inscrever no concurso foi a participação no 1º Seminário da Indústria de Defesa e Segurança de Goiás, evento realizado em agosto pela ACIA em parceria com a UEG.

Para Izabel, a participação no Seminário foi fundamental para o desenvolvimento de sua monografia e, consequentemente, para o êxito da mesma: “O evento foi muito importante e esclarecedor, porque eu não conhecia muito o setor da indústria de Defesa, era uma realidade distante de mim. Eu não pensava que, como química industrial, esse seria um segmento em que eu poderia atuar. Agora, estou envolvida e posso continuar meus estudos nessa área”, analisa.

A estudante ainda destaca que um concurso como esse dá visibilidade aos estudantes da graduação bem como ao curso e ao câmpus.

“Premiações externas deixam os alunos bastante motivados a seguir o caminho da pesquisa e da inovação tecnológica. Além disso, o concurso mostrou a importância de se pensar na academia projetos que possam gerar produtos”, acrescenta o professor Elton Fialho, diretor do CCET.

O professor Claudio Stacheira explica que o concurso está alinhado à parceria que a UEG vem estabelecendo com o setor produtivo por meio do Comdefesa no âmbito do Polo Industrial de Defesa e Segurança que será instalado no município de Anápolis.

“Ações como essa incentivam o engajamento dos alunos no desenvolvimento de ideias, de projetos acadêmicos que tenham potencial de negócio e de geração de renda, que tenham relevância para a área de Defesa. A experiência da Izabel é um desses casos”, ressalta Claudio.

Premiação

Pelo primeiro lugar, Izabel Krause será contemplada com 3 mil reais. O trabalho produzido pela estudante também será publicado na revista da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) e da ACIA.

Já os alunos que ficaram em segundo e terceiro lugar receberão 2 mil reais e mil reais, respectivamente.

A entrega da premiação aos vencedores ocorrerá em Sessão Solene no dia 20 de Novembro de 2018, na sede da FIEG em Goiânia.

(Adriana Rodrigues | CeCom|UEG)

Notícia publicada em 09/11/2018