Indústria da Floê Cosméticos é inaugurada em Caldas Novas

O município de Caldas Novas ganhou uma indústria do segmento de higiene pessoal, perfumaria e cosmetologia, a Floê Cosméticos. As novas instalações da empresa foram inauguradas oficialmente nesta terça-feira, 11.

A Floê Cosméticos é uma spin-off acadêmica, ou seja, uma empresa criada dentro da universidade e foi desenvolvida no Programa de Incubadoras da Universidade Estadual de Goiás (Proin|UEG), tendo sido graduada em 2017.

Comandada pela egressa do curso de Farmácia do Câmpus de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET), Iriamar Costa Fernandes, a Floê possui foco no desenvolvimento tecnológico de cosméticos à base de ativos naturais derivados de plantas encontradas no cerrado brasileiro, como o pequi, o baru e o buriti.

“Todas as formulações, com exceção da perfumaria, possui ativos derivados do cerrado. Para mim faz todo sentido trazer toda essa biodiversidade tão rica para dentro da nossa casa. E quanto mais a gente conhece o bioma cerrado, mais se percebe a importância dele para nossa região e também para o país”, defende Iriamar.

Os cosméticos também são produzidos a partir da jabuticaba, que apesar de não ser nativa do cerrado, se adaptou bem ao bioma e, especialmente em Goiás, tem sido cultivada em larga escala.

Segundo Iriamar, atualmente, a Floê fabrica 24 tipos de produtos entre eles difusores para ambiente, sabonetes líquidos e em barra, hidratantes e perfumes. “A estimativa é que, até o final do mês, a gente produza 32. E, até o começo do ano, teremos em torno de 80 produtos”, anunciou a CEO.

Sustentável e 100% vegano

Os produtos da Floê possuem o selo Eu reciclo, que é uma startup que promove o destino adequado para as embalagens, desenvolvendo ações com catadores de materiais recicláveis. A Floê Cosméticos está entre as 400 empresas credenciadas na plataforma e que possui certificação de cumprimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Além disso, a empresa incubada na UEG não realiza a testagem de seus produtos em animais, dessa maneira, os cosméticos são 100% veganos. Conforme Iriamar Costa Fernandes, essa iniciativa acaba incentivando a indústria do segmento a procurar ativos mais biocompatíveis e que produzam menores danos para o meio ambiente.

A nova "Natura do Cerrado"

No evento de inauguração o coordenador do Centro de empreendedorismo, tecnologia e inovação da UEG (InovaCentro), Bruno Alencar Pereira, lembrou que na UEG a Floê Cosméticos é o caso mais emblemático de empresa de base tecnológica que nasceu do conhecimento produzido na Universidade.

Parabenizando Iriamar pela nova fase do seu negócio, Bruno também ressaltou que por todas as características, a Floê possui grande potencial de mercado, “tanto que muitos aqui de Goiás, como a própria Federação Goiana da Indústrias, tem a empresa como a nova Natura do Cerrado”.

Para o reitor da UEG, professor Haroldo Reimer, uma experiência de sucesso como o da Floê ajuda a difundir na universidade o ideário de empreendedorismo, cooperativismo e inovação. Além disso, mostra que o trabalho do Proin tem posicionado muito bem a incubadora da UEG no cenário de incubações em Goiás.

“Além de sermos uma Universidade de inclusão, somos também uma Universidade que vai se perfilando nesse processo de incubação de empresas e de frutificação das boas ideias que nasce no rico cenário acadêmico. Esse é um momento simbólico para a UEG. Parabéns Iriamar pela sua trajetória, pelo seu empreendimento, que você possa, cada vez mais, ganhar escala e retorno com os seus investimentos!”, declarou Haroldo.

Participaram da inauguração o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Ivano Devilla; a diretora do Câmpus Caldas Novas, professora, Rosa Maria Ferreira Chapadense; o diretor do Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET), professor Elton Fialho dos Reis; o diretor de tecnologia, Pedro Luiz de Oliveira, representado o presidente da Fundação de Tecnópolis do Estado de Goiás (FUNTEC), Lázaro Eurípedes e a secretária municipal de cultura de Caldas Novas, Gabriela Azeredo Santos.

Floê na Conferência Anprotec

Entre os dias 17 e 20 de setembro Goiânia sedia o maior evento de negócios, tecnologia e inovação da América Latina, a 28ª Conferência Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), e a Floê é única empresa de ambiente de inovação do Estado de Goiás que recebeu aprovação para comercializar seus produtos em um stand.

Editais de inovação

Destaque por seu caráter inovador, a Floê Cosméticos foi contemplada com fundo de investimentos em dois editais da Fundação de Tecnópolis do Estado de Goiás (FUNTEC) - em 2014 e 2016, e também na Chamada Pública 09/2017, de Subvenção Econômica à Inovação - Inova Goiás, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás (FAPEG), consolidando, assim, a forte relação de confiança de parceiros e agentes de fomento para o desenvolvimento tecnológico do Estado.

Incubação

O processo de incubação da Floê no Proin durou quatros anos e, nesse período, Iriamar recebeu suporte técnico e operacional para desenvolver seu empreendimento: obteve orientação para realizar um plano de negócios, recebeu consultorias especializadas, aprendeu a utilizar ferramentas de gestão, fez cursos de marketing e gestão estratégica e teve acesso aos laboratórios.

Mesmo que a Floê tenha se graduado, o Proin continuará realizando o acompanhamento da empresa por dois anos. Depois, ela se tornará associada vitalícia e passará compor o conselho empresarial da incubadora para ser mentora dos próximos projetos encubados.

Para adquirir os produtos da Floê:

Site: www.floecosmeticos.com.br

E-mail: contato@floecosmeticos.com.br

Telefone: (64) 9 8115-0087 | (64)3454-1036

 

(Adriana Rodrigues | CeCom|UEG)

 

 

Notícia publicada em 12/09/2018