Site da UEG passa a funcionar com software de acessibilidade

O site da Universidade Estadual de Goiás (UEG) conta agora com uma ferramenta de acessibilidade para traduzir textos do português para voz e para a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

Desenvolvido pelo Instituto CTS de Brasília (DF), o Rybená permite que usuários com deficiência visual e auditiva, deficiências intelectuais, baixo letramento e também idosos e disléxicos tenham acesso às informações publicadas em formato de texto nas páginas do site da UEG.

“Quando você seleciona um trecho do texto, ele é enviado pela internet aos servidores da CTS, que processam e convertem o texto em áudio ou em movimentos para o avatar que fica na tela traduzir em libras”, explica Ibanêz Curto de Almeida, assessor da Coordenação de Engenharia de Software da UEG. 

A tradução dos textos para libras e a reprodução por meio de sintetizador de voz funcionam de forma dinâmica e em tempo real, sem a necessidade de instalação de plugins ou recursos adicionais.

Os testes com o software especializado vinham sendo realizados pela equipe da Gerência de Inovação Tecnológica (GIT) desde novembro de 2017, mas a validação oficial ocorreu no dia 31 de janeiro deste ano. “Iniciamos o mês de fevereiro usando a tecnologia no site”, conta Adriana Cristina Villa Real, Coordenadora de Engenharia de Software da Universidade.

De acordo com Roberto Jaime, assessor de Projetos de Tecnologia da Informação e responsável pelo processo de compra do serviço, a licença de uso do software foi adquirida pela UEG por um período de 12 meses, de forma contínua, sendo que o contrato pode ser renovado.

O software já foi adotado por outros órgão públicos como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e a Universidade Federal de Goiás (UFG).

Os ícones de acessibilidade do Rybená estão localizados no topo da página do site da UEG. Mais informações no Portal do software.

 

(Adriana Rodrigues | CeCom|UEG)

Notícia publicada em 07/02/2018