Estado de Goiás

Proin.UEG credenciado como facilitador da Lei de Informática para empresas do setor  

O Programa de Incubadoras da Universidade Estadual de Goiás (Proin.UEG) acaba de conquistar credenciamento no Comitê da Área de Tecnologia da Informação (Cati), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI). O Cati é responsável pela gestão dos recursos para pesquisa e desenvolvimento em tecnologia e informação.

Como resultado, o Proin.UEG poderá para atuar, como facilitador da Lei da informática, que concede incentivos fiscais às indústrias que produzem produtos de informática, automação e telecomunicações e realizam atividades de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Ou seja, a UEG, via Proin poderá firmar convênios com empresas, para que invistam em pesquisas e desenvolvimento (P&D), Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

A lei exige que empresas do setor invistam pelo menos 5% do seu faturamento anual com produtos contemplados com a isenção ou redução fiscal. As empresas que aderirem à Lei podem receber dedução inicial de até 95% ou até mesmo isenção total do Imposto de Produção Industrial (IPI) pelo desenvolvimento de produtos oriundos de projetos tecnológicos no Centro-Oeste.

Também são beneficiadas pela Lei de Informática as atividades de inovação aberta de grandes empresas com startups incubadas no desenvolvimento de atividades de P&D. Os reflexos disso são mais projetos, mais pesquisas, mais oportunidades para os pesquisadores e para os empreendedores.

Mais informações sobre o Cati no SITE

 

(José Carlos Araújo | CeCom|UEG)

Notícia publicada em 30/01/2018
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás