Estado de Goiás

UEG e Acia se reúnem para articular acordo de cooperação  

 

Dando prosseguimento às ações de planejamento da (UEG) no âmbito dos oito Compromissos Institucionais 2017/2020 da Universidade, o reitor Haroldo Reimer se reuniu na manhã da última sexta-feira, 8 de dezembro, com a presidência e com membros da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia). O objetivo da reunião foi articular um acordo de cooperação entre as instituições para induzir projetos de inovação científica e tecnológica e construir um Parque Tecnológico na UEG.

A Acia é a pioneira e uma das mais importantes entidades de articulação produtiva do Estado de Goiás. Para Haroldo Reimer, é um canal fundamental para que se possa aproximar os projetos de inovação desenvolvidos na UEG do setor produtivo. “Com essa cooperação, queremos captar parcerias e atrair investimentos para projetos atuais e para novas iniciativas, apoiando pesquisadores e estudantes na Universidade, em ampla sinergia com a sociedade, com as empresas e com o poder público”, destaca.

De acordo com o presidente da Acia, Anastácios Apostolos Dagios, a parceria com a UEG se firma em um momento estratégico para a Associação e para o município. “Estamos impulsionando um projeto chamado Anápolis Global com o objetivo de promover as potencialidades do município, apresentá-las para empresários de outros estados brasileiros e de outros países e atraí-los para que se instalem aqui”, explica.

Para Anastácios Apostolos, esta parceria cria uma relação em que todos se beneficiam: as empresas se fortalecem com os resultados de pesquisas e da inovação por elas gerada; a juventude do município ganha maiores e melhores condições para se preparar e atuar profissionalmente no mercado; a cidade de Anápolis ganha mais um diferencial competitivo como polo de desenvolvimento de Goiás; e a UEG fortalece seu papel como Universidade pública que participa deste desenvolvimento.

Segundo o reitor da UEG, é importante não apenas fazer parcerias com empresas específicas, mas também com instituições como a Acia. “Pensando estrategicamente nos passos e elementos para a consolidação da UEG como uma universidade pública, gratuita e de qualidade, é importante também estabelecer uma plataforma de trabalho com instituições que possuem alta incidência no desenho das políticas públicas locais e regionais, do desenvolvimento e da articulação do setor produtivo, como a Acia”.

De acordo com ele, isso possibilita que se desenhem políticas e ações acadêmicas cada vez mais alinhadas com as tendências da sociedade, aproveitando o espaço adquirido com a parceria como canal direto para apresentar ao setor produtivo as inovações geradas na UEG. Na reunião, também foi destacado que Anápolis concentra o maior Polo Industrial do Estado de Goiás e que a interação do setor produtivo com a UEG fortalecerá a Universidade na formação de profissionais altamente qualificados e no desenvolvimento de pesquisas de alto valor agregado.

“Essa parceria cria um canal prático, objetivo e real de interação da UEG com o setor produtivo em Anápolis e isso, naturalmente, vai repercutir em outras regiões do Estado”, destaca o Haroldo Reimer. Para o professor Claudio Stacheira, que acompanhou o reitor na reunião e é o responsável por negociar e gerenciar a parceria a partir da Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia da UEG, este acordo de cooperação é um ponto de partida para cooperações similares em outros municípios do Estado. “Com isso, vamos apoiar projetos em andamento e induzir novas iniciativas de alunos e pesquisadores, articulados com pesquisa, ensino e extensão em vários Câmpus da UEG”, explica.

Após a reunião, foi planejada uma agenda de visitas conjuntas, entre a UEG e a Acia, a potenciais parceiros para investimento em projetos e formação de rede. Ainda em 2017 estão nesta programação visitas à Embaixada da Itália, à Federação das Indústrias de Goiás e à Embaixada da Argentina.

 

(Núbia Rodrigues| CeCom|UEG) 

Notícia publicada em 13/12/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás