Estado de Goiás

Projeto da UEG é finalista no Prêmio Nacional de Educação Fiscal  

O Câmpus de Aparecida de Goiânia da Universidade Estadual de Goiás (UEG) é uma das finalistas da 6ª edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal, na Categoria Instituições, com o projeto Educação fiscal: um caminho para a coesão fiscal.

Com a organização de professores e estudantes do curso de Ciências Contábeis do Câmpus Aparecida de Goiânia, o projeto é composto por uma série de aulas, dirigida para alunos do ensino fundamental e médio do município, servidores públicos e comunidade universitária da UEG.

Além das aulas, o projeto também contempla a realização de seminários, vídeos, esquetes teatrais e formação de Grupo de Educação Fiscal Municipal.

O projeto de educação fiscal teve início na UEG, em 2015, no Câmpus Sanclerlândia, com iniciativa da professora Flávia Aline Vely Lopes.

Em 2016, o projeto passou a ser realizado no Câmpus Aparecida de Goiânia, também sob a coordenação de Flávia Aline. Atualmente, é o professor Paulo Braga quem está à frente das atividades.

A premiação
O Prêmio Nacional de Educação Fiscal tem por objetivo valorizar as melhores práticas de educação fiscal do país, oportunizando a discussão sobre a importância social do tributo, o incentivo ao acompanhamento da qualidade dos gastos públicos e a participação do cidadão no funcionamento e aperfeiçoamento dos instrumentos de controle social e fiscal do Estado.

Em todo o país, apenas seis escolas e quatro instituições foram selecionadas para solenidade de premiação, que acontecerá no Estádio Nacional de Brasília, no dia 29 de novembro. A UEG está concorrendo ao prêmio com mais três instituições.

“Independente da classificação, acreditamos que o fato de estar entre os quatro finalistas já é motivo de orgulho para todos os envolvidos no projeto.”, declara Maria Lucia Pacheco, diretora do Câmpus Aparecida de Goiânia.

A diretora também mencionou que a participação no Prêmio também é uma homenagem à Flávia Aline, que faleceu em junho de 2017. "Nossa professora se sentirá representada pelos alunos, colaboradores e professores, que não medem esforços para dar continuidade ao trabalho".

(Adriana Rodrigues | CeCom|UEG)

 

Notícia publicada em 13/11/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás