Estado de Goiás

Projeto de Fortalecimento da UEG é apresentado à Bancada Parlamentar Federal de Goiás  

IMG_9038

O reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), professor Haroldo Reimer, se reuniu, na quarta-feira, 23, com integrantes da Bancada Parlamentar Federal Goiana. O encontro serviu para apresentar aos deputados federais, senadores e assessores as potencialidades da Instituição e as áreas estratégicas para o recebimento de recursos e investimentos governamentais elencadas no Projeto Fortalecimento e Qualificação da Presença Regional da UEG - Universidade que Participa da Vida do Povo Goiano.

A reunião com a bancada federal é resultado de longa gestão feita pelo reitor e visa obter a propositura de emenda parlamentar de bancada no valor de 100 milhões em favor da UEG dentro do orçamento da União.

A proposta considerou as principais demandas e potencialidades para cada um dos câmpus da Instituição nas áreas de infraestrutura, laboratórios e equipamentos para apoio e incentivo às atividades acadêmicas, inovação e tecnologia da informação e comunicação.

Durante o encontro, os parlamentares puderam vislumbrar um panorama da UEG, que nos últimos anos recebeu mais de R$ 5 milhões em emendas individuais, aplicadas em diversas áreas, como infraestrutura, transporte e tecnologia, por exemplo. “A Universidade é lugar onde pessoas podem transformar seus sonhos em realidade. A UEG está prestes a entregar o seu diploma de número 100 mil. O que seria de Goiás sem a UEG?”, indagou o reitor.

“Nós somos uma Universidade com quase 22 mil estudantes, que está presente em 39 cidades, além de fazer parte de uma rede de educação a distância. Nossos levantamentos apontam que recebemos discentes vindos de 226 municípios goianos. Oferecemos 138 cursos de graduação presenciais, pós-graduação, além de projetos de pesquisa e extensão em todas as regiões do estado”, pontuou o reitor, oferecendo aos presentes dados que mostram a importância da UEG para o desenvolvimento de Goiás.

Estabilidade em momento de recessão

Apesar do cenário econômico pelo qual passa o país nos últimos anos, que, entre outros desdobramentos, levou ao cancelamento de atividades em importantes universidades nacionais, a UEG tem mantido a regularidade na prestação dos seus serviços e garantido a manutenção de importantes projetos, como o Programa Próprio de Bolsas, que nos últimos dois anos investiu R$ 15 milhões em benefícios.

A UEG também firmou parcerias com instituições de mais de 15 países, o que garante sua participação em importantes pesquisas internacionais, entre elas projetos de melhoria genética de gado, a partir de cruzamentos das raças Nelore e Branco-azul, em parceria com a Universidade de Liège, Bélgica - projeto que vai se consolidando dentro do Biotec, no Câmpus São Luís de Montes Belos.

IMG_9004Outro ponto que demonstra a crescente qualificação pela qual passa a Instituição foi o aumento dos programas de Pós-Graduação Stricto Sensu, em nível de mestrado e doutorado. Atualmente, os 11 mestrados e os dois doutorados conferem à UEG a dianteira na oferta desses cursos no interior do estado. Além disso, a oferta de especializações, que hoje conta com 59 cursos, batendo a casa dos três mil estudantes, é mais um fator que mostra a potência que a UEG se tornou no oferecimento de pós-graduações, e sua importância estratégica para a interiorização da pesquisa e para o desenvolvimento científico e tecnológico na região.

As parcerias com o Governo de Goiás são também exemplos desse novo momento. Convênios asseguram a formação qualificada do pessoal da segurança pública estadual com a oferta de cursos de formação, que recebem também alunos de outros estados. A gestão compartilhada do Centro de Excelência do Esporte Arquiteto Eurico Godoi, um dos mais modernos do país, também é um bom exemplo desse reposicionamento da Universidade.

O reitor afirmou que esse crescimento, em momento de crise, é resultado do amadurecimento pelo qual a Instituição passou nos últimos tempos e que teve como resultado a qualificação na aplicação e nos gastos da Universidade. “Depois de algumas dificuldades, nós nos preparamos melhor para a captação e execução de recursos externos, a exemplo das emendas parlamentares que são direcionadas à UEG. Nós temos como política estar com todos os trâmites internos em ordem, para dar destinação correta e celeridade, com aplicação integral dos recursos recebidos. Inclusive criamos, via lei, a Gerência de Convênios e Captação de Recursos (Gerccap)”, disse.

Emendas individuais

O reitor explicou que o princípio que norteia essa visão é o de que “projeto espera recursos, recursos não esperam projeto”, o que significa que atualmente a Universidade possui um banco de projetos aos quais podem ser destinados recursos advindos de diversas parcerias.

Os membros da bancada parlamentar presentes na reunião afirmaram que o investimento na UEG é a garantia de impactos positivos nas diversas regiões de Goiás. Os deputados se comprometeram a levar o pleito da Instituição para discussão com toda a bancada. “Nós sabemos da importância e relevância da UEG para o povo goiano e estamos cientes do salto de qualidade que foi dado na gestão do professor Haroldo. É interesse dessa bancada contribuir com a UEG”, afirmou o deputado Jovair Arantes.

A opinião também foi compartilhada pelo deputado Giusepe Vecci, que afirmou que o compromisso dele com a UEG existe há 18 anos, desde sua criação. “Podem continuar a contar com meu apoio para o crescimento dessa Universidade, que é nossa, que é do povo goiano”, declarou.
Ficou pactuada a participação da UEG na próxima reunião da Bancada Parlamentar Federal Goiana para discutir a destinação de emenda conjunta. “Nós contamos com o apoio dos senhores e senhoras parlamentares para manter o processo de crescimento, expansão e qualidade que temos vivenciado nos últimos anos”, agradeceu Haroldo Reimer.

IMG_8979IMG_8980IMG_8989

(Fernando Matos | CeCom|UEG)

Notícia publicada em 25/08/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás