Estado de Goiás

UEG irá oferecer cursos profissionalizantes em 21 municípios goianos  

IMG_3775

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) apresentou nessa terça-feira, 14, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) ao 21 municípios goianos que irão receber cursos de Formação Inicial e Continuada (Fic) oferecidos pela Instituição. O Pronatec é um Programa do Governo Federal que tem como objetivo expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos profissionais no país.

O reitor da UEG, professor Haroldo Reimer, ressaltou a importância do ensino profissionalizante e tecnológico para o crescimento e desenvolvimento socioeconômico. “Para vislumbrar possibilidades de desenvolvimento local nos municípios, é preciso achar formas e processos de empoderar pessoas localmente para que elas possam suprir as lacunas, de serviços e empregos, que possam existir nas cidades. E o Pronatec é uma porta para impulsionar esse desenvolvimento”, afirma.

Os cursos Fic são cursos rápidos, com carga horária entre 160 e 300 horas/aula, de capacitação profissional. “São cursos rápidos, e que nós na UEG temos a possibilidade de oferecer esses cursos com qualidade, pensando empreendedorismo e contribuindo para o desenvolvimento dessesmunicípios”, observa a professora Juliana Almada, chefe de gabinete e coordenadora dos Fic na UEG.

O representante do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), George Toledo, explicou que a parceria entre UEG e Sebrae é primordial para que além do conhecimento técnico, é preciso também criar mecanismos para que esse profissional qualificado possa eIMG_3780xplorar as opções de mercado. “Nós damos suporte para que a pessoa consiga desenvolver com segurança e qualidade seus projetos”, diz.

A oferta de cursos não se dará exclusivamente em cidades nas quais a UEG possuí câmpus, as chamadas unidades remotas, que este ano são 11. “É um posicionamento da UEG, uma instituição que tem como missão a inclusão via acesso ao ensino superior”, explica a coordenadora.

As inscrições para os cursos serão feitas em julho, com início das aulas em agosto. Ainda está em estudo o valor que será concedido para o custeio dos estudantes durante o curso. A oferta é ampla e contempla áreas que vão da gastronomia à informática, passando por cursos voltados para o trabalho no campo. “Nós queremos trabalhar da melhor forma para obtermos melhores chances de desenvolvimento humano e econômico em nosso estado”, observa o reitor, Haroldo Reimer.

 

(Fernando Matos | CeCom|UEG)

Notícia publicada em 13/06/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás