Estado de Goiás

Docentes da UEG desenvolvem novas estratégias de ensino em curso de imersão  

_DSC0222

Docentes da Universidade Estadual de Goiás (UEG) participam durante esta semana do II Curso de Imersão em Língua Inglesa, no Câmpus Pirenópolis. O curso é oferecido gratuitamente pela Instituição, em parceria com professores e estudantes do Wyoming, nos Estados Unidos, com apoio do Partners of the Americas e da escola Language Thread.

As atividades tiveram início no domingo, 12, com a chegada da equipe de convidados que irá desenvolver as propostas do curso. O grupo de 40 inscritos no programa foi recepcionado no câmpus pela criadora do programa de imersão, a professora Dorly Pyske, da Laramie County Community College, e o assessor de relações internacionais da Coordenação Geral de Relações Internacionais e Assuntos Estudantis da UEG, Rodrigo Sobreira. Segundo Dorly, o programa foi pensado para incentivar a aproximação e a troca de experiências entre instituições de países diferentes, promovendo a interação entre as pessoas.

A UEG foi a primeira instituição a abraçar a ideia, e apoiou o desenvolvimento do curso na instituição como parte das políticas de internacionalização. O assessor de relações internacionais destacou o papel da Universidade no incentivo ao aprimoramento de sua comunidade acadêmica. “Nós acreditamos que o papel da universidade é aproximar pessoas e ajudá-las a melhorar suas habilidades, e é por isso que estamos aqui hoje”, declarou Rodrigo.

Como atração especial da abertura do evento, o público pôde conferir uma apresentação do Grupo Folclórico Brasil Central, que mostrou danças típicas do Centro-Oeste brasileiro, como a catira. No final da apresentação, os visitantes foram convidados a participar da coreografia, arriscando alguns passos de forró e quadrilha.

 

Sobre o curso

_DSC0163Esta é a segunda vez que a UEG oferece o curso a seus professores, coordenadores e diretores de câmpus. O foco desta edição são as técnicas de ensino desenvolvidas em sala de aula pelos professores participantes. Em cada atividade, os docentes são incentivados a criar estratégias para aplicar os conhecimentos adquiridos no curso em suas próprias aulas.

A prática da língua inglesa durante o curso é intensa. Desde a abertura das atividades, os presentes são convidados a fazer uso exclusivo do inglês.

O programa propõe novas formas de aprendizado, por meio da interação e familiarização dos estudantes com o idioma. Para isso, são criadas situações cotidianas de compartilhamento de experiências. As primeiras atividades foram tomadas por brincadeiras e criação de histórias. Já à tarde, os participantes foram enviados para explorar e fotografar a cidade. O objetivo é que os professores cheguem ao final do curso com mais autonomia para usar a língua inglesa tanto na fala quanto na escrita, e que sejam ainda capazes de transmitir esses conhecimentos aos estudantes.

 

(Stephani Echalar |CeCom|UEG)

Notícia publicada em 13/03/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás